Planos

Como funciona os planos de assinatura


Quais são as vantagens de uma assinatura  com pagamento recorrente


1. Prazo de acesso: Você controla o seu tempo de acesso, ou seja, você decide por quanto tempo deseja manter sua assinatura ativa.


2. Não há fidelidade ao plano: Ative e desative sua assinatura quando assim desejar. Você tem a liberdade de entrar e sair do plano quando quiser.


3. Formas de pagamento: Agora você pode efetuar o pagamento tanto por de Cartão de crédito ou por Boleto bancário.
(Observação: Lembrando que o boleto bancário compensa em até 3 dias úteis).


4. As faturas mensais são fixas e iguais por prazo indeterminado. Exceto a primeira fatura, que é acrescida da taxa de adesão ao plano. A taxa de adesão ao plano é cobrada uma única vez e somente na primeira fatura do plano, nas demais o valor do seu plano se mantém constante.


5. Não compromete o limite de crédito do seu cartão. Se você optar pelo pagamento via cartão apenas o valor da fatura mensal do plano é deduzido do seu cartão a cada 30 dias ou por cobrança mensal via boleto bancário.


6. Ativação do acesso é automática e depende da forma do pagamento.

  • Cartão: Confirmação do pagamento e ativação automática do acesso ocorre em até 2 horas. Optando por esta forma de pagamento, a cada 30 dias a assinatura é renovada automaticamente, ou seja, é solicitada uma nova cobrança no seu cartão registrado, caso não queira manter a cobrança ativa, você poderá desativá-la quando quiser, pois não há fidelidade ao plano.
  • Boleto: Compensação do pagamento e ativação automática do acesso ocorre em até 3 dias úteis. Optando por esta forma de pagamento, a compensação (confirmação do pagamento) ocorre em até 3 dias úteis, ou seja, todas às vezes que o pagamento for efetuado por meio de boleto, deve-se aguardar o prazo de compensação para liberação automática do acesso.

7. Material de acompanhamento do plano: Exercícios em PDF. (Os livros impressos podem se adquiridos a parte, mais informações clique aqui).

Conheça todos os planos disponíveis

Voltar ao topo